Sexta-feira, 15 de Junho de 2007

Alma do passado

Almas aturmentadas do passado

Nao me deixam nem por um segundo

Atormentam todos os dias o meu mundo

Parece que o passado nao ficou acabado

A minha vida parecia uma simples memoria

Mas passou a ser um pesadelo

Tudo em que pensei ter alcançado a vitoria

Voltei a recordar sem o porque perceber

Nunca pensei ao conhece-lo

Que este turmento viesse a acontecer

Faz amanha um ano que nao o vejo

Que perdi aquela esperança de viver

Que perdi o meu desejo

Que era um dia dele a serio poder ser

Nunca esquecerei os momentos que passei

Aqueles doces labios que beijei

Nunca esquecerei aquele rapaz

Sem ele sinto-me triste e sem paz

O meu coraçao parece aturmentado

Pois ele nao se reflecte so no passado

Vejo alguem e penso na sua existencia

Penso nos momentos que com ele passei

Penso em tudo sem esquecer aquela excelencia

Da pessoa que no passado eu amei

Cada vez sinto mais a sua falta

Mesmo nao o amando como amava

Ele ja está sempre no coraçao da malta

Nao so de mim mas tambem dos amigos

Aqueles que ele todos os dias adorava

Acredito que alguns o adorem mais

Acredito que ele nao tenha inimigos

So amigos que dele gostem menos

Aquele rapax era demais

Era tudo aquilo que eu queira

Era tudo em que no mundo de belo vemos

Era o meu desejo a minha fantasia

Vejo-o a toda a hora na minha vida

Vejo em algum sitio em algum lugar

Onde existem fantasmas por designar

Nao esqueço aquela pessoa querida

Que a minha vida veio a mudar

Que eu adoro e sempre vou adorar

Nao tenho a certeza para onde ele foi viver

Pois desconfiei dele sem o querer

Mesmo sabendo que ele nunca me mentiu

Desconfiei da sua pessoa

Eu sei que ele nunca mais me viu

Mas a nossa amizade continua a ser boa

Espero algum dia o encontrar

Pois sinto a falta de lhe falar

Espero que ele nunca me va esquecer

Eu nao esquecerei a pessoa com quem queria viver

Nunca esquecerei a sua macia pele

O seu jeito de ser querido

Nunca esquecerei o carinho que vim nele

Nem as palavras que me dizia

Ela era uma pessoa especial

É a quem eu nunca farei mal

É quem está sempre no meu coraçao

É quem foi no passado a minha grande paixao

Nunca te esqueças que eras tudo para mim

E que eu por ti muito sofria

Nao esqueças que sem ti nao conseguia viver assim

Naquele mundo em que tudo eu temia

Nunca vou esquecer tudo o que passei contigo

E espero que nunca deixes de ser meu amigo

Desejo que a tua alma pare de me aturmentar

Pois eu quero no amor voltar a acreditar

publicado por Moranguita às 10:40
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Rúben a 20 de Junho de 2007 às 15:46
Ola Andreia. Gostei muito deste poema apesar de em certas partes ser muito triste. Nao deixes a tua alma ficar atormentada. Pensa que mais alguem, nao sei onde nem quando, vira para celar tua alma junto do coraçao dele e assim a protegerá para toda a vida. Pensa que uma vida sem amar nao e nada e pensa que deves dar uma segunda opurtunidade ao teu coração. Bjs e pensa no que te disse.
De carla granja a 5 de Julho de 2007 às 00:15
OLÁ ANDREIA. Li o teu poema e me deu vontade de chorar e sabes pq? pq há pouco tempo tmb perdi alguém k amava,mas não vou ficar a chorar por kem já não me ker. levanta a cabeça pensa em coisas bonitas k te façam feliz. nunca te rebaixes a ninguém, vive a vida k é só uma e para quê chorar por kem já não , nos ker? eu tmb tenho um blog com poemas feitos por mim e fotos tmb e se kiseres dá uma olhada no poema pensamentos errados e aí vais vêr pq eu e o meu namorado acabamos. eu dediquei a ele.
http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt
bjo.
carla granja.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Amor e a vida

. Saudade

. Lutar ate ao fim....

. Saudade...

. Pensando em ti...

. Sem ti nao sou nada e por...

. Chorar pelo teu amor

. Doi tanto, que nao sei po...

. Nao te percebo

. Amo-te percebe isso... so...

.arquivos

. Junho 2017

. Janeiro 2015

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Janeiro 2012

. Junho 2010

. Março 2010

. Agosto 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds